Congresso Paulista defende pauta enxuta e unidade nacional para preservar direitos e combater a privatizao - Notcias | SindiPetro-LP
FNP
rea restrita
aos Associados

Congresso Paulista defende pauta enxuta e unidade nacional para preservar direitos e combater a privatizao

Congresso Paulista defende pauta enxuta e unidade nacional para preservar direitos e combater a privatizao

Campanha reivindicatria

Congresso Paulista defende pauta enxuta e unidade nacional para preservar direitos e combater a privatizao

Realizada no dia em que se completam 20 anos do fim do monoplio estatal do petrleo, a plenria final do Congresso Paulista da FNP aprovou, neste domingo (6), em So Sebastio, uma srie de resolues que se enfrentam diretamente com o projeto privatizante de Parente/Temer.

Por sua profundidade, atravs da venda de ativos, entrega do pr-sal e sucateamento das unidades de refino, para ficar apenas em alguns exemplos, os ataques contra a companhia lembram cada vez mais a agenda neoliberal de duas dcadas atrs, sob o governo tucano de FHC.

E a concluso do Congresso Paulista da FNP, diante desse cenrio, simples: sem a unidade nacional da categoria, envolvendo os 18 sindipetros espalhados pelo pas na construo de um calendrio unificado de lutas, no ser possvel organizar a categoria para enfrentar este projeto. Por isso, algumas das propostas aprovadas apontam como prioritria a formao de plenrias, fruns e um Comando Nacional de Greve que unifique todos os lutadores da categoria para a construo de aes em comum. No mbito estadual, uma das propostas aprovadas a realizao do 2 Congresso Unitrio dos Petroleiros do Estado de So Paulo (Coupesp).

Numa conjuntura marcada pela retirada de direitos e desnacionalizao de setores estratgicos para a soberania do pas, a Petrobrs e os petroleiros vm sendo um dos principais alvos do desgoverno Temer. Atravs de dois planos de desligamento voluntrio, e tambm do fechamento de vagas no setor privado, j so mais de 200 mil petroleiros e petroleiras que perderam seus empregos. No caso do nosso ACT, a empresa j props o desmonte do Benefcio Farmcia e o aumento da parcela de contribuio dos trabalhadores na AMS. Soma-se a isso as especulaes em torno de uma “reformulao total do ACT” na negociao que se aproxima.

Neste sentindo, articular o esforo por um ACT vitorioso com a luta contra o desmonte do Sistema Petrobrs passa a ser fundamental. “Uma empresa com menos direitos, mais explorao dos seus trabalhadores, mais atrativa para o mercado. Preservar nossos direitos parte importante da luta contra a privatizao”, afirmou Adaedson Costa, coordenador-geral do Sindipetro-LP e secretrio-geral da FNP.

Preocupados em construir uma campanha reivindicatria conectada atual conjuntura, que extremamente difcil para a classe trabalhadora, os petroleiros presentes tambm aprovaram como estratgia uma pauta mais enxuta. Em outras palavras, no lugar da tradicional pauta histrica, a ampla maioria dos delegados e delegadas presente considerou mais efetivo priorizar uma lista reduzida de reivindicaes. Dentre elas, combater a reduo de efetivo, exigir estabilidade no emprego, rejeitar qualquer proposta de perda salarial e de direitos e enfrentar o avano da terceirizao. Alm disso, algumas das propostas aprovadas j se apresentam como uma resposta nova realidade que a reforma trabalhista e lei de terceirizao impem aos trabalhadores.

As teses aprovadas, assim como as contribuies para a pauta reivindicatria, agora sero encaminhadas ao 11 Congresso Nacional da FNP, que acontece entre os dias 17 e 20 de agosto, no Rio de Janeiro (RJ).

Clique aqui e confira as resolues do Congresso

Comentrios