Eleição para Conselhos da Petros entra na reta final

Até 16 de setembro

Os participantes e assistidos têm até o dia 16 de setembro para eleger seus representantes nos Conselhos Deliberativo e Fiscal da Petros.

Essa eleição é muito importante na atual conjuntura de ataques aos direitos dos petroleiros. É fundamental que os participantes e assistidos tenham na Petros representantes preparados para enfrentar a tentativa de desmonte do fundo de pensão, que acontece no rastro das privatizações no Sistema Petrobrás.

Serão eleitas duas duplas de representantes para o Conselho Deliberativo e uma dupla para o Conselho Fiscal.

CONHEÇA MELHOR OS CANDIDATOS

Dupla 42
A dupla ‘Unidade em Defesa da PETROS’ fiscalizará a direção para cobrar as dívidas das patrocinadoras, recuperar os investimentos, substituir o PED assassino pela proposta do GT, eliminar pendências das contas, fiscalizar o passivo, o equilíbrio dos planos e sua base cadastral.

Claudio da Costa Oliveira - Titular
Bacharel em Economia pela Universidade Federal do Espirito Santo – UFES ,MBA em Gestão Empresarial – FGV ,Pós graduação : Financial Studies, Heriot Watt University – Edinburgo – Escócia. Gerente de Estudos Econômicos da TELEST. Superintendente de Planejamento Econômico da Companhia Siderúrgica de Tubarão. Professor da cadeira de Administração Financeira da Faculdade de Colatina ES. Diretor do SINDIPETRO – ES. Economista da Petrobras. Membro do Comitê de Investimentos – COMIN da Petros. Seminários, congressos e palestras. Artigos sobre Petrobras e Petros .Sócio Honorário da AEPET.

Agnelson Camilo da Silva - Suplente
Técnico em Química (DESU-Pará). Há 29/30 anos na Petrobras, trabalha como técnico de Administração de Controle Pleno no Laboratório de Geologia (UO-AM). Desde de 1991 atua no Sindipetro PA/AM/MA/AP, na Federação Nacional dos Petroleiros (FNP). Luta contra a política entreguista da pelegada.

Dupla 54
A dupla “Unidade em Defesa da Petros”, defenderá a entidade, os direitos dos participantes e assistidos, aprovará a proposta do GT contra o PED assassino, fará a boa gestão da Fundação, exigirá a eleição da metade da direção, cobrará as dívidas das patrocinadoras.

Fernando Leite Siqueira - Titular
Engenheiro Eletricista - UFRJ - 1969; trabalho: Petrobrás de 1972 a 1995. Cargos: projetista; chefe do Setor de Projetos Especiais; chefe da Divisão de Engenharia do DEPRO; Coordenador de Projetos nas bacias de Campos e Santos. Na Petros: Conselheiro Deliberativo eleito de 2003 a 2007; Conselheiro Fiscal - 2007 a 2011 (presidência); Conselheiro Fiscal de 2015 até esta data. Cursos na área: Exercício da Função de Conselheiro - UNIABRAPP; MBA em previdência complementar (Petros/Ideas); Gestão de Risco. Professor de gestão de Riscos em curso para conselheiros pela Aepet.

Hélio Ricardo dos Santos Libório - Suplente
Atuação: Adm. de Finanças, Pessoal e Patrimonial, Supervisão de Produção Industrial; Formação: Graduação em Tecnólogo em Gestão Financeira – Universidade Luterana do Brasil – ULBRA; Experiência Profissional: Fundação Petrobras de Seguridade Social-PETROS, De 01/02/2016 a 28/02/2017, Assessor de Presidência e Assessor do Diretor de Seguridade. Sindicato dos Petroleiros do Rio Grande do Sul-SINDIPETRO-RS, De 2011 a 2017 – Diretor de Finanças, Administração e Patrimônio. Petróleo Brasileiro S/A – PETROBRAS, De 24/03/1975 a 09/03/1998, Operador Industrial Especializado.

Como votar:

Pela internet - acesse o portal da Petros (petros.com.br) e informe o número da matricula e da senha Petros.

Por aplicativo no celular - baixar o app da Petros (Google Play ou App Store). Após fazer o download do aplicativo, basta informar matrícula e senha da Petros uma única vez.

Por telefone – através de ligação gratuita para 0800 283 1676, informando matrícula e senha Petros. Fique atento a senha para votação pela URA está sendo enviada por e-mail, para quem possui e-mail cadastrado na base da Petros, por SMS, para quem possui celular na base da Petros, e por Correios, para quem não possui e-mail e nem celular cadastrado na base da Petros.